Cemitérios do Lubango alvo de vandalismo

Lubango – Seis dos oito cemitérios do município do Lubango, província da Huíla, têm sido alvo de actos de vandalismo, protagonizados por indivíduos desconhecidos.

Segundo os denunciantes, em declarações à Angop por ocasião do Dia dos Finados que assinala-se segunda-feira, os crimes, ocorrem até durante o dia, sobretudo em campos santos como o do Alto da Mitcha, já encerrado para enterros.

 As lápides, granito e mármore, são transformadas em tampos de cozinha, vendidos no mercado negro, havendo suspeitas de envolvimento de seguranças.

Nos últimos dois anos, 23 pessoas foram detidas por invasão a cemitérios, mas só dois foram condenados a pena de prisão correccional, por roubo desses bens.

A Administração do Lubango tem sob controlo os cemitérios da Mitcha, Mutundo, Nambambi, Camumuila, Kwawa e Mapunda, arredores desta urbe, para além dos existentes nas comunas do Hoque, Quilemba, Huíla e Arimba, apenas nesses dois últimos não se verifica actos de vandalismo.

Maria Henroqueta disse que viu-se há um mês surpreendida com o desaparecimento, por completo, da campa de seu esposo que lá jaz há 21 anos.

Emesmeralda Vieira, uma outra cidadã, viveu o mesmo problema com a campa da mãe, que viu retirado o tampo de granito de dois metros de comprimento e que agora receia a reposição, pois é uma situação recorrente no cemitério da Mitcha e que os culpados nunca são encontrados.

Em reacção, o director municipal do ambiente e saneamento básico da administração municipal do Lubango, Venâncio Ukuahamba, admitiu que apesar de encerrado há dois anos, o cemitério da Mitcha vive hoje, sérios problemas de invasão de vândalos.

O responsável sublinhou que uma das medidas para estancar o fenómeno, passa por vedar os cemitérios e o reforço de protecção física de 35 actuais para 80, além do apoio das forças da ordem para se evitar eventuais tipos de vandalismo.

“Uma das políticas da administração municipal, é fazer com que todos os cemitérios sejam vedados, e aqueles que não estão enquadrados para o seu uso, devem ser encerrados, porque violam as medidas impostas pela administração municipal do Lubango”, disse.

Com uma superfície territorial de três mil e 140 quilómetros quadrados, o Lubango tem uma população estimada em 903.731 habitantes.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: