Clínica Girassol: “Suíte” mais apetrechada

O aumento de casos da covid-19, em Angola, e em Luanda, em particular, obrigou a direcção do hospital a redobrar esforço para o apetrechamento daquele espaço, com o apoio do empresário israelita Hain Taib.

Fonte do Luandapost, garante que as reformas na “suíte” presidencial, do 2o andar, localizada na rua comandante Gika, nada tem a ver com o actual estado de saúde do Presidente da República de Angola, João Lourenço, pese embora ninguém esteja imune ao virulento coronavirus, mas com o objectivo de melhorar o compartimento.

O espaço foi contemplado com um raio X, um ventilador e outros meios de biossegurança, dentro da reformas, no quadro do combate a Covid-19.
Nos últimos tempos, a clínica Girassol tem sido a principal referência

e onde ocorrem os “altos dirigentes”do País, infectados pelo coronavirus, em busca de um atendimento diferenciado e humanizado.
São os casos do Ministro do Interior, Eugénio Laborinho, Ministro do Comércio e Indústria, Victor Fernandes, ex governador do Uíge, Mpinda Simāo e o Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, apenas para citar esses.


Aliás, em razão da forte procura de cuidados médicos, levou o Chefe de Estado, João Lourenço, inaugurar, em Maio, um novo centro de rastreio e tratamento, uma extensão da clínica Girassol, que custou mais três mil milhões de kwanzas.
Trata-se de uma unidade hospitalar, com capacidade para 90 pacientes, vocacionada também para acudir outras patologias graves.
Localizada no K27, em Viana, a infra-estrutura foi equipada pelo influente empresário israelita Haim Taib.


Taib é empresário que detém vários investimentos em Angola e fortes ligações com políticos desde o tempo de José Eduardo dos Santos.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: