COVID – 19 E A MÁ ACTUACÇÃO DA POLÍCIA NACIONAL

Infelizmente, fenómenos sociais, em Angola, que envolvem efectivos da Polícia Nacional (PN) e a sociedade civil é cada vez mais recorrente. Com efeito, o surgimento do Coronavírus em Angola, e as regras que foram impostas por conta desta pandemia, constituiu-se num factor determinante para elucidar ao Ministério do Interior a clara necessidade a formações de ética deontológica, educação moral e cívica e actualizações sobre as formas de actuação aos agentes de ordem pública da PN.

Infelizmente, fenómenos sociais, em Angola, que envolvem efectivos da Polícia Nacional (PN) e a sociedade civil é cada vez mais recorrente. Na capital, por exemplo, é já um facto de conhecimento público que os agentes da ordem, muitas vezes, abusam da autoridade e isto, muitas vezes, termina em fatalidade.

​Falando em casos funestos, tive agora mesmo uma coceira cognitiva que me lembrou o caso da senhora “zungueira” que foi assassinada por um agente da polícia,em 2018. Triste episódio!

​Com efeito, o surgimento do Coronavírus em Angola, e as regras que foram impostas por conta desta pandemia, constituiu-se num factor determinante para elucidar ao Ministério do Interior a clara necessidade a formações de ética deontológica, educação moral e cívica e actualizações sobre as formas de actuação aos agentes de ordem pública da PN.

​Na senda deste ambiente pandémico, vimos variadas vezes efectivos do quadro policial a transgredirem e incumprirem com o dever que lhes cabe. Entretanto, fica claro a falta de instruções e punições severas a estes “guardiões” das pessoas, obrigando ao Executivo a tomar controlo desta balbúrdia, para que se endireite essa péssima opinião pública que este Ministério vai construindo aos bocados, no seio da sociedade.

Após termos vivido ou ouvido todos estes casos que degradam a imagem da Polícia Nacional e os seus agentes,está mais do que na hora dos mais altos mandatários deste órgão deliberarem imperiosamente estratégias que culminem com o ponto final destes fenómenos, para que se mantenha o respeito que a sociedade civil pode eventualmente perder pelas autoridades policiais, como no tempo em que os fiscais deixaram de dar corrida às zungueiras, por medo de serem feitiçados.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: