Fundo Habitacional assume urbanização Vida Pacífica em substituição da SONIP

A urbanização Vida Pacífica vai passar para a gestão do Fundo de Fomento Habitacional (FFH), que com este passo chama a si a responsabilidade da única centralidade em Luanda que até então não estava sobre o seu domínio.

O processo já está em curso, segundo apurou o Expansão, embora existam ainda algumas incertezas. Sobretudo as relacionadas com os funcionários do grupo Sonangol residentes nesta localidade.

“Ainda não está decidido como ficará a situação dos trabalhadores da Sonangol”, disse uma fonte ligada ao processo.

Nesta urbanização existem moradores da Sonangol que foram contemplados pela imobiliária da petrolífera nacional ao abrigo de acordos existentes na empresa e cidadãos que adquiriram os imóveis na modalidade de propriedade resolúvel nos processos de venda livre dos projectos habitacionais do Estado.

Há dois anos, quanto o FFH assumiu a gestão das habitações do Estado em substituição da Imogestin, mas esta urbanização continuou sob a responsabilidade da SONIP com a justificação que os prédios habitados até àquele momento eram propriedade da Sonangol.

Na altura, passou para o Fundo de Fomento Habitacional, a parte da urbanização que não estava habitada (assim continua), que ganhou a designação de Zango Zero.

A situação dos trabalhadores da Sonangol residentes nesta zona de Viana não é a única incerteza. Por clarificar está também a questão do pagamento das habitações. É que os residentes da urbanização Vida Pacífica continuam a pagar as prestações mensais indexadas ao dólar, apesar de ter sido definido um valor único em função da tipologia dos apartamentos, aumentado assim os anos de pagamento dos imóveis.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: