Mali: junta militar é aclamada por multidão em Bamako

Em ato de apoio ao golpe de Estado, militares dizem que se “reconhecem” na luta da oposição e agradecem o “apoio do povo”. Missão da CEDEAO será recebida por junta militar neste sábado em Bamako. Mali é suspenso da UA.

Os militares que tomaram o poder no Mali “agradecem ao povo malinense pelo seu apoio” e “reconhecem-se” na luta da oposição, disse o porta-voz da junta nesta sexta-feira (21.08) perante milhares de pessoas reunidas em Bamako para celebrar a queda do Presidente Ibrahim Boubacar Keita.

“Viemos para vos agradecer, para agradecer ao povo malinense pelo seu apoio. Só terminámos o trabalho que iniciou e reconhecemo-nos na sua luta”, disse o Coronel Major Ismaël Wagué, porta-voz do Comité Nacional para a Salvação do Povo (CNSP) criado pelos rebeldes militares, a uma multidão entusiasmada.

Milhares de pessoas reuniram-se em Bamako para celebrar o que os oposicionistas chamam de “vitória do povo”, três dias após o golpe que derrubou o Presidente Ibrahim Boubacar Keita.

Muitos que participaram da celebração foram os manifestantes que desde junho exigiam a renúncia do Presidente Keita em atos organizados pelo Movimento do 5 de junho – Reunião das Forças Patrióticas (M5-RFP).

Os militares liderados pelo coronel do exército Assimi Goita encontraram-se com líderes políticos malianos e reiteraram o desejo de implementar uma transição. O grupo não deixa claro, porém, quanto tempo esta transição durará.

Mali Bamako Kolonel Assimi Goita
Coronel Assimi Goita comandou o golpe militar

 Missão da CEDEAO

Em entrevista a DW África, o comissário da União Africana (UA) para a Paz e Segurança, Smail Chergui, disse que a UA está disposta a conversar com todas as partes envolvidas na crise política.

“Temos de falar com eles [os rebeldes] para lhes dizer que eles têm de voltar a razão. […]O Conselho de Paz e Segurança da União Africana tem sido muito claro e tomou a decisão de suspender a adesão do Mali à União Africana, como exigem a nossa doutrina e os documentos de referência da União Africana”, disse Chergui.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: