MJD deplora declarações de Nádia Cruz

Em recentes declarações à Rádio 5, Nádia Cruz reclamou a atribuição de pensão de reforma, do estatuto de utilidade pública e de residências aos atletas, boa parte deles com mais de quatro participações em Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Em comunicado a que a ANGOP teve acesso, neste domingo, em Luanda, o MJD considera que as informações prestadas pela antiga nadadora constituem inverdades e ofendem o bom nome da instituição.

O documento, assinado pelo director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa, Gelson Cardoso Manuel, indica não ser competência do sector estabelecer vínculos jurídico-laborais com praticantes de qualquer modalidade.

Esclarece que compete aos clubes a responsabilidade de inscrever os atletas, bem como efectuar as devidas contribuições ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

Em relação à atribuição de pensão de reforma, o MJD informa não existir histórico de que o assunto tenha sido tratado pelo INSS, não sendo verdade o facto de que a falta de recebimento das pensões seja imputável ao ministério.

Sobre o estatuto de utilidade pública, explica-se ter sido solicitada a emissão do competente parecer, para que tal fosse atribuído a favor da associação em causa, e a documentação ter sido submetida ao Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, sem objecção.  

Quanto à atribuição de residências, informa-se que o assunto foi encaminhado ao Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, respeitando os requisitos legais exigidos para o efeito.    

A nota ministerial termina apelando que Nádia Cruz se retrate, “atendendo às inverdades que veiculou, pois tal conduta nos reserva ao direito de accionar os mecanismos legais para eventual responsabilização”.

Nádia Cruz, nascida a 12 de Julho de 1975, foi especialista em provas de bruços, tendo representado Angola em quatro edições dos Jogos Olímpicos.

No total, Angola conta com nove presenças naquele evento multidisciplinar – em 1984 (Moscovo), 1988 (Seoul), 1992 (Barcelona), 1996 (Atlanta), 2000 (Sidney), 2004 (Atenas), 2008 (Beijing), 2012 (Londres) e 2016 (Rio de Janeiro).

A Associação de Atletas Olímpicos de Angola existe desde 2007 e tem 189 membros, de 12 modalidades.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: