Trabalhadores angolanos retidos na Zâmbia há 6 meses clamam por ajuda

Cidadãos angolanos retidos a mais de 6 meses na Zâmbia claman por ajuda do governo

Informações publicadas hojea dão conta de que mais de 17 cidadãos de nacionalidade angolana, encontram-se retidos na localidade de Mwinilunga na Zâmbia há 6 meses sem alimentação e clamam por ajuda para regressar ao país.

Os trabalhadores da empresa Sofrica Ngola, encontram-se na localidade de kamapanda (Namíbia) a 14 kilometros da fronteira de Lu huza (Angola) alto Zambeze provincia do Moxico, há sensivelmente 6 meses, desde que aí foram por motivos de trabalho não mais regressaram. 

Tambue Jeremias, um dos cidadãos retidos afirmou que a situação é bastante preocupante porque o consulado angolano na Zâmbia tem noção e até agora nada faz para inverter o rumo dos acontecimentos. 

Os cidadãos pertencem à empresa “sofrica Ngola” uma empresa do ramo de construção civil, agricultura e exploração mineira. 

Esta situação vem se repetindo desde Março com a evolução da pandemia da Covid-19, de lá para cá têm se verificado variados gritos de de socorro de cidadãos angolanos retidos no exterior, como é o caso de cidadãos angolanos na China, na RDC, Portugal e na Turquia.

0 0 votes
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: