Governo garante entrega de mais de mil residências para a juventude

Em declarações à Rádio Nacional de Angola (RNA) durante o debate sobre “o acesso à habitação para a juventude”, o director nacional de Habitação, do Ministério da Construção e Obras Públicas, Adérito Mohamed, assegurou, nesta quinta-feira, 19, que os 1.120 apartamentos atribuídos ao Estado, começam a ser distribuídos, de forma gradual aos beneficiários, num processo que será conduzido pelo Conselho Nacional da Juventude (CNJ).

Adérito Mohamed disse que apesar de existir algumas residências sem condições de habitabilidade, a partir deste mês, farão em concessão gradual mais mil moradias.

“Numa primeira fase vamos entregar apenas aqueles que estiverem em condições e os restantes, entregaremos à medida que as obras de reabilitação avançarem”, sublinhou o governante e assegurou que o governo já disponibilizou verbas para o processo de reabilitação  dos imóveis vandalizados.

O director nacional da Habitação garantiu  que houve transparência no processo de entrega dos apartamentos à juventude, tendo destacado e elogiado o trabalho do CNJ na condução deste processo. “Quero aqui felicitar o CNJ pelo trabalho feito. Garanto que o processo de afectação foi integrado, envolveu jovens de diferentes sensibilidades. Foi louvável”.

Por sua vez, o vice-presidente do Conselho Nacional da Juventude, Sebastião Maurício, destacou e reconheceu o esforço do Governo no processo de facilitação do acesso à habitação para a juventude, mas considerou insuficiente, a quota de 30 por cento das habitações construídas com fundos públicos aos jovens.

“É verdade que essa percentagem é de lei, mas ainda assim, na prática, ela quase não existe por causa da gritante necessidade habitacional da juventude”, avançou.

De acordo com o  vice-presidente do CNJ, face à extrema carência da habitação, urge a criação de outros mecanismos que favoreçam aos jovens a concretização do sonho da casa própria.

“Defendemos que o Estado coloque também à disposição dos jovens, terrenos infra-estruturados em que, por via de concurso público, para que os jovens possam ter a oportunidade de construir a própria casa”.

0 0 vote
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: