Governo trabalha na regulação dos preços dos produtos da cesta básica

O ministro da Indústria e Comércio assegurou esta quarta-feira, em Luanda, que o sector que dirige está a trabalhar com as organizações do sector privado e na criação de um mecanismo, para regular os preços dos produtos da cesta básica em Angola e inverter a actual realidade, brevemente.

O governante, que falava à imprensa, à margem de um encontro de cortesia com o grupo empresarial dos Emirados Árabes Unidos (EAU), afirmou que o seu sector está atento à subida “galopante” dos preços dos produtos da cesta básica no mercado nacional e, em conjunto com o sector privado, estão a trabalhar afincadamente no sentido de se inverter esta realidade.

Esclareceu, por outro lado, que a subida ou descida dos preços dos produtos ou serviços no mercado nacional tem a ver com a questão da procura e oferta de cada realidade do país.

Actualmente, prosseguiu, o mercado angolano, por exemplo, regista pouca procura de produtos, por causa da redução drástica do poder de compra dos consumidores, mas infelizmente os preços continuam a subir quase todos os dias.

Na sua opinião, esse facto ocorre porque os operadores sempre precisam de manter as margens de lucro do negócio, mas cabe ao Governo criar as condições para que se ajuste os preços dos produtos no mercado nacional.

Para isso, segundo Victor Fernandes, o Governo vai criar, brevemente, a Reserva Estratégica Alimentar, com vista a influenciar a redução dos preços dos produtos da cesta básica no país.

Assegurou que esse processo já está quase na recta final da sua execução, faltando abertura de um concurso público internacional para se escolher a entidade que vai gerir a mesma Reserva.

Quanto à redução de produtos em algumas superfícies comerciais, o ministro afirmou que esta realidade “não é generalizada, porque a maior parte dos super mercados existe produtos suficientes”.

0 0 vote
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: