INAD remove mais de 200 minas na área da Tundavala

Duzentas e 19 minas anti-pessoais foram removidas desde o dia 20 de Julho último até à data, na localidade da Nompaca, na zona turística da Tundavala, uma acção do Instituto Nacional de Desminagem na Huíla.

A área foi identificada no final do ano de 2019 pela Angola Telecom, num espaço de sete hectares, localizados a 27 quilómetros da base do INAD, após um incidente que matou três animais e feriu uma senhora.

O trabalho de limpeza vai durar dois anos.

A informação foi avançada à Angop, nesta segunda-feira, pelo porta-voz da instituição, Tomás Calundungo, destacando o envolvimento de 16 técnicos, num perímetro de 480 mil metros quadrados, tendo já sido limpos 16.382.

Explicou que, durante os trabalhos, 6.623 pessoas em toda extensão da Huíla foram sensibilizadas sobre os perigos de minas.

Durante o período em referência, observou-se quatro incidentes com engenhos explosivos, na Quilimba, Arimba e Lubango (Mitcha e Nambambe) com cinco mortes, com idades entre os sete aos 32 anos.

O INAD na Huíla trabalha em desminagem desde 2006, controlando um total de 18 campos minados. Conta com 60 técnicos dos quais 29 são especialistas de terreno.

Por Lusa

0 0 vote
Avalia o Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os Comentários
0
Adoraríamos que Comentasses x
()
x
%d blogueiros gostam disto: